terça-feira, 12 de junho de 2012

Mais cristão do que o próprio Cristo!?




Um determinado grupo religioso está em processo de fixação em minha cidade, para isso, eles empreenderam uma atraente programação socioeducativa (quebra-gelo) para atrair a comunidade local. Fizeram palestras sobre saúde e princípios da Lei de Deus, dinâmicas e até festival de prêmios. Ao final, lograram certo êxito, pois conseguiram alguns prosélitos – pessoas dantes alienadas das Escrituras, pessoas curiosas por aquela mensagem, ovelhas insatisfeitas com os seus apriscos de origem -, todos atraídos por aqueles simpáticos, educados e piedosos seguidores da Lei de Deus.  Muitos que ouviram a mensagem desses mestres não se convenceram, mas nutriram uma simpatia por suas pessoas. Eu soube disso tudo através de irmãos que me pediram esclarecimento sobre essa recém-chegada igreja. Uma das minhas ovelhas contou que a sua mãe, embora não aderindo ao grupo, ficou com uma grande admiração por ele; disse que até convidou os “missionários” para almoçarem em sua casa, mas eles advertiram que não comiam carne – eram vegetarianos!  A irmã me perguntou:

-- “Qual o problema desse povo?”

--Eu respondi: “Veja irmã, eles são mais crentes do que Jesus! Pois são tão fiéis ao que eles entendem serem os princípios da Lei de Deus, que até ignoram os mandamentos claros de Jesus e dos apóstolos”.

Esse grupo religioso é apenas um dos muitos exemplos de “legalismo” que através dos tempos tem minimizado o significado da “graça”. Será que atitudes como a citada são cristãs? Ou não disse o Mestre: “O que entra pela boca não torna o homem ‘impuro’; mas o que sai de sua boca, isto o torna ‘impuro’"(Mt 15.11) e que quando " entrarem numa cidade e forem bem recebidos, comam o que for posto diante de vocês”(Lc 10.8)?

Amados, tenham cuidado! Pois ninguém pode ser um verdadeiro cristão ultrapassando os mandamentos de Cristo, por mais boa vontade e aparência de santidade que possam ter! Atentemos para o que diz a Palavra de Deus:

 ...não permitam que ninguém os julgue pelo que vocês comem ou bebem, ou com relação a alguma festividade religiosa ou à celebração das luas novas ou dos dias de sábado. Estas coisas são sombras do que haveria de vir; a realidade, porém, encontra-se em Cristo. Não permitam que ninguém que tenha prazer numa falsa humildade e na adoração de anjos os impeça de alcançar o prêmio. Tal pessoa conta detalhadamente suas visões, e sua mente carnal a torna orgulhosa. Trata-se de alguém que não está unido à Cabeça, a partir da qual todo o corpo, sustentado e unido por seus ligamentos e juntas, efetua o crescimento dado por Deus. (Cl 2:16-19).

S.D.G.
Rev. Andriel Cleber


Um comentário:

António Jesus Batalha disse...

Olá meus queridos irmãos. Paz e graça de Jesus.
Parabéns pelo blog muito edificante. Eu acredito que; crescemos quando lemos, quando compartilhamos. Aprendendo uns com os outros, crescemos na graça e conhecimento da Palavra.
Aproveito a oportunidade para compartilhar também meu blog. Contém ensinos, de crescimento, edificação e exortação, muitos poemas e algumas músicas tudo dentro do carisma evangélico.
Ficarei feliz por vossa visita e muito mais ainda se nos seguir.
Que Deus continue a abençoar-vos ricamente. Antonio Batalha.