sexta-feira, 24 de junho de 2011

Sermão no Salmo 11

Sermão

A Confiança do Justo na Batalha está em Deus
Sl 11


Introdução. Vivemos em uma guerra espiritual, a Bíblia freqüentemente utiliza essa imagem. O crente luta contra a carne, luta contra o mundo, luta contra o Diabo
Elucidação. O Sl 11 foi composto por Davi em contexto militar. Possivelmente enfrentava Absalão – seu filho-; ou alguma das nações vizinhas! Naqueles dias, a guerra espiritual envolvia - literalmente - a luta a dramática contra indivíduos e nações. Hoje a nossa guerra não é contra a carne e o sangue, mas muito podemos aprender com a peleja de Davi. Em meio as lutas de Davi vinham desânimos e desanimadores, mas ele não desanimava, pois a sua confiança estava posta, não em si mesmo, mas no Senhor!

I – Por que Deus é o seu abrigo (1-3):


1  No SENHOR me refugio. Como dizeis, pois, à minha alma: Foge, como pássaro, para o teu monte? 2  Porque eis aí os ímpios, armam o arco, dispõem a sua flecha na corda, para, às ocultas, dispararem contra os retos de coração.3  Ora, destruídos os fundamentos, que poderá fazer o justo?

A – Percebam o conselho que os incrédulos ou fracos na fé davam a Davi em meio a sua luta: “Fuja Davi, fuja como pássaro para o seu monte! Pois, os ímpios se armam em cilada para dispararem contra os justos. Fuja Davi, pois os fundamentos foram destruídos! O que você poderá fazer?!”. Imagem utilizada: o prédio cujos alicerces desintegraram-se. Uma expressão equivalente em português seria: “a casa caiu!!!”

 B – Se este salmo foi composto quando Davi fugia do Seu filho, a expressão de desânimo significaria que ele deveria procurar um outro lugar para si. Se o salmo foi composta quando Davi combatia um inimigo externo, significaria que o Rei deveria voltar para o monte Sião (Jerusalém). Uma coisa é certa: Esse mau conselho não era dado pelos “inimigos” diretos do Rei, e sim, pelos covardes e incrédulos que se encontravam no seu exército! Muitas vezes são os que se encontram “do nosso lado” que nos fazem desanimar. Já dizia certo poeta pop: “tem gente que está do mesmo lado que você, mas deveria está do lado de lá!” Os covardes, os pessimistas e os incrédulos acabam contaminando muitos outros!

C – Essa era a situação de Davi: pessoas que se diziam amigos aconselhavam: Davi, só resta fugir, os perversos se armam e atocaiam. Não temos o que fazer, a casa caiu! Pois, os alicerces já foram derrubados!

i.                   Toda construção tem fundamento, alicerce, ou deveria ter; de outra sorte, não subsiste!
ii.                A metáfora da construção é usada para sociedade, idéias, planos, teorias etc! Por isso dizemos: “as idéias daquele partido não possuem fundamento”, “fulano contou uma estória sem fundamento”, “a religião de cicrano não tem fundamento”, “as famílias de hoje não tem alicerce”.

D – Davi respondia aos incrédulos e vacilantes que estavam ao seu lado, dizendo: No Senhor me refugiu! Não me mandem fugir como passarinho assombrado, dizendo que os inimigos se armam e se atocaiam contra mim! Não adianta dizer que não tenho mais como sustenta a situação, que os fundamentos foram destruídos, que a “casa caiu”! Pois, o meu fundamento, a minha rocha, o meu auxilio e fortaleza é o SENHOR!!!

Aplicação. Vivemos dias difíceis. Para pessoas em geral, para cristãos em especial. Há muitas vidas sem fundamentos, por isso vemos: famílias, igrejas, instituições e vidas destruídas. Mas podemos perseverar: as palavras de Cristo não passam, ele é a rocha na qual nos firmar. Mateus 7:24-25:  Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha; e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha.


II – Por que Deus reina (4-7):

A – Davi podia continuar lutando, pois o seu fundamento era Deus! Porém, ter um refúgio nem sempre significa está a salvo! Quando havia guerra, a população se deslocava para as cidades, geralmente, muradas e construídas nos montes, para dificultar o acesso dos inimigos! Mas o cerco dos inimigos podia levar o refúgio a si tornar uma prisão ou até um túmulo! Pois, um sítio prolongado, trazia fome!

B – No entanto, o refúgio de Davi era seguro, pois Deus de Israel reina sobre tudo. ! No v. 4: O SENHOR está no seu santo templo; nos céus tem o SENHOR seu trono; os seus olhos estão atentos, as suas pálpebras sondam os filhos dos homens. Isso é, por demais, significativo, pois podemos confiar em algo, contar com alguém que verdadeiramente pode nos socorrer! A confiança de Davi estava firmada em Deus que reina
i.                   Deus é Rei e Juíz.
ii.                Ele reina sobre todas as coisas.
iii.             Seu poder é eterno. Jeremias 10:10 Mas o SENHOR é verdadeiramente Deus; ele é o Deus vivo e o Rei eterno; do seu furor treme a terra, e as nações não podem suportar a sua indignação.

 C – Não havia naquela época divisão de poderes – executivo, judiciário e legislativo! O rei, normalmente, era a última (suprema) estância do poder! Por isso, a imagem de Deus como rei e juíz andam juntas! Deus como rei de todo o universo para sempre fará justiça! Ele contempla todas as obras dos homens! V. “5  O SENHOR põe à prova ao justo e ao ímpio; mas, ao que ama a violência, a sua alma o abomina.”
i.                   Deus julga todos os homens, tantos os justos, quanto os injustos. Os que Ele ama e os que abomina!
ii.                Por isso, a Bíblia fala socorro aos justos, e castigo aos ímpios!
iii.             Aqui é feito um contraste! “6  Fará chover sobre os perversos brasas de fogo e enxofre, e vento abrasador será a parte do seu cálice. 7  Porque o SENHOR é justo, ele ama a justiça; os retos lhe contemplarão a face.”
a.         O fogo representa o juízo de Deus. Traz a lembrança de Sodoma e Gomorra! Que Deus fez chover fogo e enxofre (Gn 19.23-29).
b.        Os retos contemplaram a face de Deus. Terão a salvação, a comunhão com o Senhor!
                           

Aplicação. Deus reina, ele julga e faz tudo como lhe apraz (Sl 115.3). Tudo obedece ao propósito divino, todas as coisas cooperam para o bem daqueles que são chamados de acordo com o seu propósito. Mas, se você não está na lista dos chamados, você enfrentará sérios problemas, pois o Deus que salva o justo também condena o ímpio.

Conclusão

Viver é lutar, principalmente, no que se refere a esfera espiritual. O crente luta contra o mundo, o Diabo e si mesmo.  Somos assaltados a cada dia, muitos procuram nos desanimar, mas devemos crer que a vitória final virá para nós, pois Deus é o nosso refúgio e Ele reina, nada pode destruí-lo, nada pode vencer o Rei do universo.

4 comentários:

Mari Lima disse...

Lindo esse Salmo e essa mensagem! O que admiro muito em Davi é a sua confiança em Deus e preocupação com os menos favorecidos. Deus abençoe o irmão que escreveu. Continue nesse ministério, sendo útil a obra do Senhor!

Jamille Garcia disse...

Ótimo esboço. Sábias palavras

Jamille Garcia disse...

Ótimo esboço. Sábias palavras

Jamille Garcia disse...

Sábias palavras. Ótimo esboço.